Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

sexta-feira, 22 de março de 2013

- "Cuba: líder em medicina de desastres”, afirma especialista mundial.


O presidente do Colégio Real de Médicos do Reino Unido, dr. John R. Ashton, destacou nesta capital que Cuba é líder em medicina de desastres na região das Américas. Ashton participou do 2º Congresso Internacional de Saúde e Desastres, inaugurado com especialistas de varias nações, onde destacou que uma das maiores contribuições da Ilha é a decisão de enviar especialistas com experiência e conhecimentos a lugares onde prestam importantes contribuições ante determinada resposta humanitária. 

Em declarações à imprensa, o professor britânico qualificou de impressionante a formação de recursos humanos na nação antilhana, e em especial de médicos, inclusive procedentes de famílias humildes, que a diferença de outros países, se preparam de forma totalmente gratuita, salientou. Além disso, admirou o programa do Médico e a Enfermeira da Família que atende os habitantes na própria comunidade e que podem compreender melhor os problemas da vida cotidiana. 

Também destacou a relação que existe entre o atendimento primário, o secundário e terciário, admirado em nível internacional, afirmou o doutor, que visita Cuba pela primeira vez. 

Ashton salientou a importância que a Ilha concede à medicina familiar, que deve ser exemplo para o mundo, onde se necessitam melhores serviços em nível da comunidade; se levamos em conta o aumento da expectativa de vida no planeta, que pode ultrapassar os 80 anos de idade, afirmou. 

-“Cuba é uma pequena ilha mas é um lugar muito importante, devido ao espírito de solidariedade”, salientou o professor Ashton, que nasceu em Liverpool, em 1947 e que se tem especializado em psiquiatria, medicina geral, planificação familiar, medicina reprodutiva e na saúde pública. O dr. desempenhara um rol ativo no desenvolvimento de políticas governamentais para a saúde pública em seu país, e de conjunto com a Organização Mundial da Saúde, também desenvolveu o trabalho de promoção Cidades Saudáveis, e outras contribuições. 

No primeiro dia de atividades do Congresso marcaram presença o chefe do Estado-Maior da Defesa Civil, general-de-divisão Ramón Pardo Guerra, e os doutores Jorge González, reitor da Universidade das Ciências Médicas de Havana e o diretor do Centro Latino-Americano de Medicina de Desastres, Guillermo Mesa. (AIN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário