Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

sábado, 4 de agosto de 2012

Exércicios Físicos ajudam a vencer maratona de estudos na luta por uma vaga nas universidades.



A batalha por uma vaga nas melhores universidades começa cedo para a maioria dos estudantes. Com tanta dedicação, o cansaço no segundo semestre do ano — época em que acontecem as provas de vestibular — é inevitável. Segundo especialistas, uma maneira de driblar a exaustão e manter o pique é relaxar a mente e cansar o corpo, ou seja, se exercitar.

— "As atividades físicas ajudam tanto na parte psicológica, melhorando a autoestima, quanto na parte fisiológica, regulando a liberação de alguns neurotransmissores, o que reduz a ansiedade tão comum nessa fase" — explica o educador físico Luis Henrique Martins Vasquinho, coordenador de esporte do curso Anglo Vestibulares.
Para Bruno Magacho, de 18 anos, a musculação tem sido uma aliada fundamental para aguentar a jornada dupla de estudos.

— "Faço o terceiro ano (do ensino médio) de manhã e pré-vestibular à tarde. Quando chego em casa, estudo ainda mais algumas horas. Na academia eu consigo esquecer um pouco essa pressão" — conta o jovem.
A série, entretanto, deve seguir algumas orientações, explica o médico do exercício Helio Ventura. A atividade deve durar até uma hora.

— Vale de tudo: esporte, ginástica, musculação. Mas de forma moderada. Antes de voltar para casa, é importante desacelerar.

Outras dicas

Estudo de dia
Madrugadas sobre os livros não levam a nada. Quando você não dorme bem, o mecanismo de memória se interrompe e o cérebro não consegue armazenar as informações estudadas.

Xô batata frita!
Alimentos gordurosos ou de difícil digestão, como as carnes vermelhas, devem ser evitados. Eles atrapalham a concentração e o raciocínio.

Sem jejum
O Sistema Nervoso Central (SNC) funciona através do uso de carboidratos (massas), que são transformados em glicose no sangue. Ficar muito tempo sem comer faz com que os níveis de glicose caiam, deixando o SNC mais lento. Assim, a capacidade de aprendizado cai.



Nenhum comentário:

Postar um comentário