Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Centro de tratamento da tuberculose da UFF é reinaugurado.



Nesta quarta-feira, 11 de abril, foi reinaugurado no Campus do Valonguinho o Centro de Investigação e Atenção da Tuberculose Professor Mazzini Bueno, espaço voltado para o tratamento dos pacientes e treinamento de alunos da área de saúde. O ambiente foi reestruturado e conta com sistema de filtragem, embasados nos requisitos de segurança estipulados pela Vigilância Sanitária.

Para o reitor Roberto Salles, o quadro atual da tuberculose no país é preocupante, e o centro surge como um ambiente seguro para o tratamento e pesquisa. “Com o sistema de filtragem do ar não existe perigo de contaminação, e também compramos aparelhos novos. Esse pessoal salvou muitas vidas e vai continuar a fazer isso, cuidando do paciente até o fim do tratamento”, explicou.

Com mais de 50 anos de existência, o antigo Dispensário Mazzini Bueno, originalmente responsável pela distribuição dos medicamentos, passou a ser um centro de tratamento e acompanhamento dos enfermos. O local reformado conta com dois consultórios médicos equipados, laboratório, sala de raios X com Work Center de digitalização, farmácia, sala de reuniões e estrutura administrativa.

Outro aspecto importante da reestruturação foi a concepção de um ambiente adequado para a utilização da técnica do escarro induzido, que consiste na coleta de material do doente, essencial para o controle e acompanhamento do quadro clínico do paciente. Cadastrada no SUS, a instituição oferecerá tratamento gratuito.

No momento em que o Rio de Janeiro apresenta um dos maiores índices de incidência de tuberculose no Brasil, é preciso tratar o tema com a devida importância. “Foi solicitada ao MEC autorização para o adicional de um ano de residência médica em Pneumologia, com ênfase na investigação da tuberculose”, afirmou o coordenador-geral da Comissão de Residência Médica da UFF, Ronaldo Pessanha Pombo.

Durante a visitação das novas instalações, o diretor do Centro de Investigação e Atenção da Tuberculose, Nero Barreto, falou da atenção dada pelo reitor ao trabalho da equipe. “É um momento interessante para Niterói. Agradeço a sensibilidade do reitor, que promoveu a reestruturação deste espaço”, afirmou.

Estiveram presentes o vice-reitor Sidney Mello; o vice-diretor do Centro de Investigação e Atenção da Tuberculose da UFF, Cristóvão Clemente; o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Antonio Cláudio da Nóbrega; e o prefeito do Campus Universitário, Mário Ronconi, dentre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário