Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

sábado, 17 de março de 2012

Ator George Clooney é detido junto com ativistas em protesto contra governo do Sudão.



O ator George Clooney foi detido ontem(sexta-feira 16/03/2012) em um protesto realizado em frente à Embaixada do Sudão no qual o presidente sudanês, Omar al-Bashir, era acusado de provocar uma crise humanitária por bloquear o acesso de comida e ajuda à região das montanhas de Nuba, na fronteira com o Sudão do Sul. O pai do ator, Nick Clooney, também foi detido.

Clooney foi detido pela polícia em uma manifestação que foi amplamente acompanhada pela imprensa, que filmou o ator se aproximando tranquilo em direção aos agentes antes de, com um meio sorriso, ser algemado. Os manifestantes denunciaram bombardeios, violência e o uso de comida como "arma de guerra" que estariam sendo realizados pelo governo do Sudão "contra homens, mulheres e crianças" no sul da região de Cordofão, uma área de fronteiras pouco definidas entre o Sudão e seu vizinho Sudão do Sul.

O objetivo deste protesto era chamar a atenção do governo americano e dos líderes mundiais para deter a violência na região e prevenir uma catástrofe humanitária. Na manifestação, organizada pela National Association for the Advancement of Colored People (NAACP), também participaram o presidente da entidade, Ben Jealous, e o congressista democrata Jim Moram.

O ator, um fervoroso ativista dos direitos dos habitantes do Sudão do Sul, pediu nesta semana ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que convença o governo da China a aderir à pressão internacional para que o governo sudanês permita que a ajuda ingresse na fronteira sul do país para atenuar a crise de fome.

Na quarta-feira, Clooney compareceu no Congresso dos EUA para advertir sobre a situação do Sudão do Sul, alertando que a população está sendo massacrada, e fez um apelo para que sejam aprovadas sanções contra o governo sudanês. Clooney viajou às montanhas sudanesas de Nuba, em Cordofão do Sul, onde, segundo disse, os habitantes fugiram para cavernas com o fim de "seguir com vida".

O ator prepara um documentário com John Prendergast, cofundador do Enough Project, uma ONG criada para lutar contra o genocídio e os crimes contra a humanidade, no qual mostram a violência sofrida por os civis por ações das Forças Armadas sudanesas, que realizam bombardeios aéreos nas montanhas de Nuba com fins de limpeza étnica, denunciou.

Em 2010, Clooney ajudou a fundar o Projeto Satélite Sentinela, cujo objetivo é captar imagens das atrocidades que são realizadas no interior do Sudão. "Vamos continuar fazendo vídeos que possam estar disponíveis para as pessoas", declarou na audiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário