Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

terça-feira, 27 de março de 2012

Adolescente de 13 anos é morto perto de casa em Duque de Caxias, no RJ


Testemunhas dizem que menor foi morto por policiais militares. Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime

Do RJTV

Um adolescente de 13 anos foi morto a tiros na madrugada desta segunda-feira (26), perto de casa, no bairro Centenário, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

De acordo com parentes, Igor Cordeiro Manhães voltava para casa de moto depois de uma festa da família. Ele estava junto com um amigo em uma motocicleta. Segundo testemunhas, o crime foi cometido por policiais militares.

Durante o percurso, segundo testemunhas, um carro da Polícia Militar passou pelos dois menores. Os PMs teriam pedido que eles parassem e começado a atirar. Segundo a polícia, Igor foi morto com quatro tiros. Moradores recolheram pelo menos 18 cápsulas de fuzil calibre 762 perto de um canal, entre as ruas Doutor Furquim Mendes e Doutor Ribeiro.

"Ele não tentou fugir. Houve um intenso disparo de arma de fogo. Não houve nenhuma troca de tiro, pelo contrário, ele foi abordado e daí foi alvejado", disse uma testemunha.

Igor frequentava uma escola estadual do bairro e estava no sétimo ano. A tia, a única pessoa da família que conseguiu falar, afirma que ele não tinha envolvimento com o crime: "A família ficou o dia todo reunida, o dia todo, para chegar mais tarde essa tragédia terrível. O menino estudava, a família está aterrorizada com essa tragédia, aterrorizada", disse ela.

Investigações
Nesta segunda-feira (26), a polícia informou que o delegado da 59ª DP (Duque de Caxias), Cláudio Vieira, abriu um inquérito para investigar as circunstâncias da morte do menor.

Uma equipe do setor de homicídios da delegacia busca testemunhas que possam ajudar na identificação dos suspeitos do crime. Nos próximos dias, os familiares também devem ser ouvidos. De acordo com a família, o caso foi registrado na delegacia como auto de resistência, com troca de tiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário