Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Lula acertou ao fazer diagnóstico precoce, afirma ministro da Saúde.



O ministro da saúde, Alexandre Padilha, comentou em coletiva de imprensa no ministério da Saúde sobre a luta que o ex-presidente Lula irá enfrentar após descobrir que possui câncer na laringe.

Segundo Padilha, o tratamento que o presidente irá receber é de alta qualidade, e os médicos que comandarão os tratamentos fazem parte do Sistema Único de Saúde. Informou ainda que o tratamento contra o tipo de câncer enfrentado pelo presidente é totalmente oferecido pelo SUS - SUS, assim como os medicamentos oferecidos.

O ministro Padilha disse ter percebido ânimo no presidente Lula para lidar com o câncer, e comentou que para alguém que já enfrentou tantos preconceitos, como o ex-presidente Lula, será fácil enfrentar o preconceito contra o câncer: “Às vezes, as pessoas tem medo até de falar o nome da doença, nós temos que falar que é câncer, e o câncer tem cura. No Sistema Único de Saúde, mais de 2,5 milhões de procedimentos para tratamento de câncer são feitos por mês. Quase 30 milhões de procedimentos por ano, ou seja, várias pessoas estão se tratando do câncer no país e se curando”, diz Padilha.

O ministro Padilha afirma ainda a importância da criação de uma consciência para enfrentar o câncer. Segundo ele, isso “ajuda as pessoas a perceberem que é importante o diagnóstico. O presidente Lula, na forma como está lidando com o início de seu tratamento, vai dar mais essa demonstração à população”.

O ministro afirma que o Sistema Único de Saúde tem setores de tratamento de tumores (oncologia) preparados para tratar este tipo de doença. “Nós aumentamos em 40% o número de cirurgias oncológicas, no Sistema Único de Saúde. Tivemos um aumento de 4,5 vezes dos recursos investidos no tratamento oncológico”, diz. O ministro afirma ainda que em breve haverá ampliação do tratamento e diagnóstico de câncer de mama e de colo uterino, com a criação de 38 novos centros em todo o país e renovando 48 centros de radioterapia.

Nas redes sociais, fervilharam comentários de apoio ao presidente Lula. Foram registradas cerca de 8,254 menções à hashtag* #forçalula no twitter até hoje de noite. O ministro Padilha, tuiteiro ativo, resumiu em 140 caracteres:

“Que a luta do Pres Lula e a paixão do povo por ele sirva p/ avançarmos mais na prevenção, fim do estigma e tratamento do Câncer no SUS” @Padilhando

*hashtag: Etiqueta descritiva utilizada pela rede social Twitter utilizando o # (jogo da velha) para designar um assunto abordado acessível para todos os usuários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário