Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Grupo faz manifestação de apoio a Marcelo Freixo em frente à Alerj.



Um grupo de cerca de 100 pessoas, na maioria estudantes, realizou uma manifestação na manhã desta terça-feira em apoio ao deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) em frente à Assembléia Legislativa do Rio (Alerj).Por questões de segurança e a convite da anistia internacional, Freixo vai deixar o país nesta terça após receber diversas ameaças de morte de milicianos.

Entre os cartazes levados estão os dizeres "Freixo vivo" e "Mais uma voz não pode ser calada". Alguns estudantes escreveram com giz no chão "Freixo vivo! Ainda há exilados".

Freixo diz que não tem do que reclamar sobre esquema de segurança pessoal - O deputado Marcelo Freixo disse ainda que não tem o que reclamar do esquema de segurança que a Secretaria de Segurança disponibiliza para ele desde 2008 e nem motivos para brigar com o secretário José Mariano Beltrame.

Por meio de sua assessoria, Freixo ressaltou ainda que está deixando o Brasil, temporariamente, a convite da Anista Internacional, por três motivos: ele quer que o poder público coloque em prática as 58 propostas da CPI das Milícias, em especial a que sufoca o poder econômico das quadrilhas; o parlamentar exige ainda o fim das regalia de milicianos presos, que continuam chefiando seus bandos de dentro das cadeias, e por fim, explica que o número de ameaças aumentou após a morte da juíza Patrícia Acioli, aumentando a insegurança de sua família.

O parlamentar faz questão de lembrar que o homem encarregado de matá-lo, o miliciano Carlão, fugiu pela porta da frente do Batalhão Especial Prisional há dois meses e até agora não foi localizado. Freixo, portanto, reafirmou os termos do ofício enviado a Beltrame no ano passado, elogiando o trabalho dos policiais que lhe dão proteção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário