Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

domingo, 30 de outubro de 2011

Medicos de Lula dizem que tumor é 100% curável e descartam cirurgia.



Diagnosticado com câncer na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa na segunda-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, tratamento que combina quimioterapia e radioterapia. O tumor maligno, com diâmetro de 2cm a 3cm, foi localizado na parte superior da glote, perto das cordas vocais. O tratamento deve ser em três etapas, a cada 20 dias.

Lula deixou o Sírio-Libanês por volta das 20h (horário de Brasília) e a princípio não precisará voltar para internação, mas deve receber, na segunda-feira, um cateter para administrar o remédio. Lula chegou a usar máscara de oxigênio, segundo o ministro Guido Mantega (Fazenda), que o visitou: "— Falei com os médicos e a informação é que o câncer foi pego bem no início, não há metástase e as perspectivas são boas."

Segundo a assessoria do Sírio-Libanês, Lula pediu que fosse feito boletim oficial tão logo soube da doença, mesmos passos do ex-vice-presidente José Alencar, que, vítima de câncer, tornou pública a doença imediatamente. Com isso, Lula não avisou nem os assessores próximos e amigos antes de a doença se tornar pública. Durante a internação, ficou a maior parte do tempo apenas com a mulher, Marisa Letícia.

Segundo o diretor de Oncologia do Sírio, o médico Paulo Hoff, Lula poderá receber o tratamento mesmo em casa. Mas a previsão é que comece com os remédios no hospital.no caso de Lula, a cirurgia foi descartada, que os médicos estão otimistas e que o câncer tem grande chance de cura sem outra intervenção. Segundo os médicos, o tumor não tem metástase.

— "A doença está no início e é 100% curável" — disse um dos médicos da equipe de Lula.

O médico que deve administrar as sessões é o oncologista clínico Artur Katz. Após três ciclos de medicamentos, Lula passará por nova avaliação para saber se houve redução do tumor. Embora o câncer seja na garganta, Lula não terá a fala atingida durante o tratamento. Segundo Katz, o tratamento ao qual será submetido o ex-presidente buscará preservar os órgãos afetados pela doença (supraglote, glote e subglote). -" O tratamento tem caráter curativo e não deve afetar a voz do ex-presidente."

Katz acrescentou que a quimioterapia, realizada em três ciclos, será o primeiro passo do tratamento. - "Depois, vamos avaliar qual caminho seguir." - disse o médico, acrescentando que o estado de saúde do ex-presidente é bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário