Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

domingo, 30 de outubro de 2011

Deputados Petistas comentam sobre criação do Pronatec.



O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), sancionado pela presidenta Dilma Rousseff na última semana, vai investir R$ 24 bilhões na criação de 8 milhões de vagas até 2014 em cursos de formação técnica e profissional para estudantes do ensino médio das escolas públicas, além de trabalhadores.

O lançamento do Pronatec foi comemorado pela bancada petista no Congresso Nacional. Os parlamentares de Norte a Sul do país já contabilizam os benefícios que a iniciativa deve promover nos estados. De fato, trabalhadores e jovens ganham melhores oportunidades de emprego, ao mesmo tempo em que a qualificação de mão de obra favorece o desenvolvimento econômico e o fortalecimento do mercado interno.

Relator do projeto na Câmara dos Deputados, o deputado Antônio Carlos Biffi (PT-MS) ressaltou os pontos fundamentais do Pronatec, que segundo ele vai promover uma reforma no ensino médio público para inverter a lógica educacional no país.

“No Brasil nós temos cinco engenheiros e um técnico. Nós temos que inverter isso. O mundo desenvolvido, o 1º mundo, a Europa, os Estados Unidos e a própria China, têm cinco técnicos e um engenheiro”, afirma Biffi.

“A maior virtude deste projeto está exatamente em fortalecer os currículos das escolas técnicas, ampliar a rede técnica dos nossos institutos federais. Quando o Lula assumiu, eram apenas 140 escolas técnicas em todo o Brasil, Lula implantou 214 escolas e agora a presidenta Dilma anuncia mais 208 escolas, nós vamos para 564 escolas técnicas em todo o Brasil, isto é uma demonstração que o nível médio, com os cursos técnicos e profissionais é a grande menina dos olhos do Governo PT”, acrescentou o deputado.

O deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) destacou que o Pronatec vai acrescentar mais oito escolas técnicas às 12 que já funcionam no Maranhão, as quais foram instaladas no governo Lula. De acordo com o deputado, a qualificação técnica de jovens e trabalhadores é uma maneira de oferecer oportunidades de emprego para a população local e assim evitar o êxodo para outros estados.

Para o deputado Miriquinho Batista (PT-PA), o Pronatec vai qualificar mão de obra para empreendimentos no estado principalmente no setor de agricultura familiar, mineração e biodiesel.

O deputado federal Pedro Uczai (PT-SC) considera a iniciativa a melhor já realizada no Brasil na área de educação profissionalizante: “eu estou feliz porque estão falando em apagão de mão-de-obra, e isto é a esperança para um Brasil profissionalizado, porque não teria Pronatec em período neo-liberal, que tinha milhões de desempregados, não tinha emprego e concluindo a universidade não tinha emprego. Então hoje tem emprego e um emprego que se qualifica e que se agrega conhecimento, e agregando um conhecimento técnico e profissional vai agregar renda, um salário melhor, e vai aumentar a dinâmica da economia, e todos ganham, as empresas ganham, os trabalhadores ganham e o Brasil ganha”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário