Início Fotos Orkut TV Blog Fale Conosco Cadastre-se

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Suspeito de ser o mandante do Assassinato da Juíza Patricia Acioli, Ex-comandante do Batalhão de Alcântara vai para Bangu 8.



O tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira, ex-comandante do 7º BPM (São Gonçalo) e suspeito de ser o mandante do assassinato da juíza Patrícia Acioli, ficará preso no presídio de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste. A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo corregedor da PM, coronel Ronaldo Menezes, durante entrevista coletiva.

"O comandante-geral da PM Mario Sérgio entrou em contato com o tenente-coronel e determinou que ele se apresentasse no Batalhão de Choque", disse o corregedor. Mario Sérgio está internado após a realização de uma cirurgia nesta segunda-feira. Cláudio Luiz foi exonerado do comando do 22º BPM (Maré) e se apresentou na carceragem do Batalhão de Choque no início da madrugada desta terça-feira.

Outros cinco policiais presos suspeitos de participação no crime também serão levados para Bangu 8. O tenente-coronel será ouvido na tarde desta terça-feira na Divisão de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca.

Cláudio de Oliveira foi transferido no fim de agosto para o comando do 22º BPM (Maré). Segundo a corporação, contudo, na época da tranferência o tenente-coronel ainda não estava entre os suspeitos de participar do crime. O subcomandante do 22º BPM assume a unidade interinamente. A prisão decretada na noite desta segunda-feira tem validade de 15 dias.

Charles de Azevedo Tavares, Alex Ribeiro Pereira, Carlos Adílio Maciel Santos, Sammy dos Santos Quintanilha e Giovane Falcão Júnior também tiveram a prisão decretada nesta segunda-feira, mas já estavam detidos acusados de forjar um auto de resistência durante uma operação policial em que o jovem Diego de Souza Beliene, de 18 anos, foi morto no Complexo do Salgueiro, São Gonçalo, em junho. A Polícia Militar ainda não havia confirmado se o mandado de prisão expedido para Júnior César de Medeiros havia sido cumprido nesta terça-feira.

O tenente Daniel Santos Benitez Lopes e os cabos Sérgio Costa Júnior e Jeferson de Araújo Miranda, detidos no dia 12 deste mês, estão em unidades prisionais diferentes para evitar que combinem versão para depoimentos futuros. Ao todo são 10 presos acusados de envolvimento no crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário